sábado, 14 de novembro de 2015

O autismo e a regressão...




Quando o Mateus foi diagnosticado eu já tinha perdido o olhar dele, não sei bem quando foi, mas de repente eu tinha na minha frente uma criança que se despia o tempo inteiro, que se recusava a comer, que não conseguia ver televisão sem se chocar com alguma publicidade, que não falava, que não atendia pelo nome, que não conseguia ouvir choros de outras crianças, que não conseguia colocar o pé numa escada rolante, que ficava sem dormir dias e noites inteiras, que usava uma touca de aviador o tempo inteiro e não tirava nem pra tomar banho...
Eu perdi o meu filho em algum lugar e o diagnostico foi um pedido desesperado de ajuda, quatro anos se passaram desde então, Mateus fala, sorri, e a criança mais inteligente da sala de aula, olha nos meus olhos, respondi quando chamo, adora a escada rolante, dorme todos os dias na mesma hora e a noite inteira, brinca com outras crianças, é apaixonado por futebol...
A luta foi grande, constante, exaustiva e muito dolorida mas conseguimos resgatar o meu filhote, hoje está na primaria e vejo novamente suas atitudes mudarem  de uma criança doce e super educada para uma criança fechada, conflituosa e agressiva, meus medos saíram daqui de dentro e  ganharam vida...
Nesse meio tempo houve varias regressões mais nenhuma que me deixasse com medo de perder o olhar dele novamente, Mateus estuda numa escola que zela pela inclusão, tem um núcleo próprio para autistas onde ele frequenta alguns minutos por dia, minutos porque ele é um autista leve, oque se diz alto funcionamento, tem habilidades muito acima da sua idade, o pouco que ele convive com os outros autistas está fazendo com que ele copie as características de cada um deles, ele absorve tudo que está a sua volta e se convive com autistas que tem características mais acentuadas ele também tem tendencia a copiá-las.
Durante a semana passada reunimos com alguns dos terapeutas e educadora para pedir a saída do Mateus do núcleo, já não vai mais a sala da unidade, as terapias serão dadas noutra sala, continuará a ter ensino adaptado de acordo com as suas necessidades.
Todo começo é difícil e espero sinceramente que seja só uma fase de adaptação mais complicada e que passe logo.     

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...