quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Dia a dia

Olá!
Ontem de manhã ouvi algo que já algum tempo venho pensando, mas ainda não tinha conseguido dizer, meu marido me contou que esteve conversando com um colega de trabalho e lhe disse que tinha orgulho do nosso filho ser autista, não por ele ter a síndrome mas sim pelo modo em que ele a domina.
Mateus tem um raciocínio espectacular, graças a Deus ele vem melhorando mais a cada dia que passa.

Nossa esperança é a mesma de todos os pais que tem seus filhos na mesma situação, queremos e lutamos para que o Mateus sinta o menos possível as consequências que trás o autismo, temos imensa sorte por encontrar no meio do caminho pessoas que solidarizam com as limitações do Mateus, conseguimos montar uma boa estrutura  a sua volta para ajuda lo a entender o mundo aqui fora embora eu tenha a minha propria opinião sobre isso, quem me conhece e aqueles que costumam ler as mensagens que deixo aqui e também no face sabem que luto para que o mundo se eduque e aceite as diferenças de cada um, como eu costumo dizer sempre" Tenho que preparar o mundo para meu filho mais do que o meu filho para o mundo"

Mateus nesse momento está na escola e já começo a sentir algumas diferenças em seu comportamento em apenas três dias, é pouco pode pensar algumas pessoas mas para quem conhece o autismo sabe que é uma transição importante e muito radical na rotina de um autista, ainda mais se tratando de um que até agora aos quase quatro anos esteve sempre aos cuidados somente dos pais.
Tenho sentido imensa segurança por parte da sua professora que está se informando e pesquisando sobre a síndrome mesmo ela já não sendo uma leiga no assunto, ela entende sobre os métodos de ensino que se aplica a uma criança com essas limitações, já pode imaginar quanto importante isso é para nossa tranquilidade!   

Quero contar uma coisa que achei super engraçado, Mateus está entrando na escola as 09:20 e saindo ao 12:00, achamos que assim seria melhor por enquanto, ontem nos atrasamos para ir busca lo ao almoço, quando chegamos ele já estava muito aflito e já sabia que passava da hora de ir para casa, uma criança que não tem autismo não se aperceberia do passar das com a mesma atenção mas uma criança autista segue uma rotina tão rigorosa que mesmo sem saber olhar as horas sabe exactamente o momento de cada acontecimento de sua rotina.
Bjus e até daqui a pouco... 




Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...